Qual é o melhor curso Intensivo de Inglês?

Você já se decidiu em fazer um curso intensivo de inglês, agora qual escolher?

Hey, como você está? Seja bem-vindo, ou bem-vinda a mais um blog aqui da Expertise Solution – Inglês intensivo, agora ajudando você a encontrar o seu melhor curso de inglês intensivo, sim isso mesmo, nem todos os cursos são iguais e talvez nem todos os cursos atendam o que você procura ou precisa.

Então inicialmente, para iniciar a escolha do seu curso intensivo perfeito, tem se que entender qual o seu principal objetivo com esse aprendizado e depois escolher o melhor? Tem pessoas que procuram para uma viagem simples, outras para uma viagem mais longa, muitas para um intercâmbio e a sua grande maioria para o mercado de trabalho. Para cada tipo de procura possui um tempo a ser investido, uma intensidade programada e um tema específico para o objetivo.

Cursos sobre o intercâmbio:

Para a grande maioria das pessoas não faz sentido fazer um curso intensivo se vai fazer o intercambio e logo vai aprender o idioma lá fora. Ledo engano jovem Padawan!

Diversas são as dificuldades de estar e estudar lá fora, isso acontece pelas características da modalidade, que é estar em um lugar diferente, em uma cultura diferente e ainda (a essência do intercâmbio) uma língua diferente. Logo é necessário aprender o mínimo para se comunicar e se virar no local, isso é crucial. Ir “cru” não vai ajudar em nada, muito pelo contrário só vai atrapalhar e em alguns casos traumatizar a experiência.

Um caso real e triste:

Vou contar o caso de um aluno nosso que foi aventurar em um intercambio antes de estudar aqui conosco, aqui vou chamá-lo de Paulo. Em 2019, ele e a noiva, foram para Malta aprender o inglês desde o básico, na ocasião foi uma excelente oportunidade, fizeram um planejamento bem legal, mas…

Chegando lá tudo de errado aconteceu, a pessoa (ou empresa) deram o golpe neles, não tinham lugar para ficar, sem assistência, ou seja, algo que era para ser legal virou desespero e um tenebroso mês de insegurança.

Segundo ele não conseguiu sair do apê que conseguiram alugar (além daquele que pagaram quando contrataram aqui) de medo e frustração, para se alimentarem depois dos gastos extras, só era possível comer de forma restritiva, chegaram a comer 1 fatia de pizza cada um durante alguns dias, eram as condições que tinham. A sorte do Paulo foi que a sua noiva tinha um inglês intermediário e conseguiu se virar razoavelmente por lá.

Certo que este é um caso extremo, mas aconteceu! Ainda quero que leve em consideração das benesses de como aproveitar ao máximo a sua estadia no local, aproveitar a cultura, a história, a culinária e é claro a diversidade cultural de seus colegas de sala, que também vieram de diferentes lugares do mundo. Agora chegar lá sem o mínimo para conversar a sua experiencia fica comprometida.

Desculpe falar, mas pagar um intercambio para aprender o básico é muito triste e desnecessário, um curso intensivo irá ajudar em muito nessa questão.

Planejar, planejar e planejar…

Então planejar um curso intensivo para o intercambio é tão importante quanto planejar a viagem ao exterior. Existem cursos voltados para intercambistas, outra opção é entrar em um curso intensivo regular (ano todo) para acelerar esta parte de comunicação e de quebra pedir para a escola, principalmente a parte pedagógica do curso, algumas matérias extras sobre a cultura do lugar. Isso vai ajudar e muito.

Sobre o mercado de trabalho:

Acelerar o seu aprendizado para almejar um crescimento profissional é uma ótima opção, assim você prioriza o tempo de formação com o seu engajamento na empresa, fazer com que os dois caminhem em conjunto é muito legal e necessário caso você sinta dificuldade na língua que quer aprender.

Os cursos intensivos para estas pessoas variam em duas modalidades:

A primeira para pessoas que só querem fazer intensivo no início e meio de ano, época com mais disponibilidade de estudo, muitas vezes estão em época de férias na faculdade ou algo parecido, aí vale muito a pena. Oferecem uma carga horária bem expressiva, entretanto em um curto período, normalmente em 1 mês e depois volta a cronograma extensivo normal de 2 a 3 vezes na semana.

A segunda e pela qual eu sou apaixonado, é o curso de inglês intensivo o ano todo. Nestes cursos a carga horária é maior que o normal dos cursos extensivos, alguns se dizem intensivos com 3 horas na semana, eu considero intensivo aqueles que oferecem no mínimo 1 hora de aula por dia, ponto! Logo 5 horas semanais, no mínimo 20 horas mensais. São cursos que você tem contato com um professor todos os dias e a carga horária é alta.

Foco só no nas aulas de Inglês Intensivo

Aqui o aluno que tem um objetivo de aprender o idioma para a área profissional e possui a disponibilidade para ter aulas todos os dias, têm uma grande oportunidade de crescimento. Aqui na escola muitos alunos conseguiram uma promoção ou vaga de emprego realizando só o básico, e depois continuar o aprendizado e sedimentar ainda mais o que aprendeu e crescer ainda mais, e isso foi só com o nosso curso básico, para conhecer click aqui. Por que conseguem? Eles tiveram 100 (cem) horas em um curtíssimo espaço de tempo, somado a metodologia e a assistência oferecida, como em alguns casos simulação de entrevistas e até mesmo simulação de ligações em inglês, já parei de falar da Expertise, aqui só quero te informar.

É claro caso já possua um inglês legal e só precisa aperfeiçoar pode contratar um curso intensivo específico para a sua área, como um curso de especialização, existem diversos tipos de cursos específicos para cada área, (aqui trabalhamos com várias modalidades, clique e conheça), o mais procurado é o curso para gerenciamento de equipes e como lidera-las, o nosso Market Leader, click e conheça!

Conclusão…

Logo fazer o inglês intensivo o ano todo, com a maior carga horária em contato com o professor é a melhor opção para o crescimento do seu inglês, note que aqui eu citei aulas com o professor e não aulas de autodesenvolvimento ou autodidata, alguns cursos colocam os alunos em um ambiente solto, em uma biblioteca gigantesca e/ou com aulas esparsas e professores particulares sempre diferentes.

Inglês para Viagens:

Aqui apresentam cursos curtos e específicos de sobrevivência, muitas vezes estes cursos são negligenciados…, (já tive um aluno que respondeu que não precisava fazer esta modalidade porque era só apresentar o cartão de crédito que todo mundo iria entender … kkk).

Não é bem assim, temos aqui uma questão de entender a cultura do lugar, de entender melhor de cada região ou departamento, Ex: como resolver um problema no aeroporto?  Muitas vezes o cartão de crédito não ajudará muito.

Ops… que saber um pouco mais como trabalhamos, click aqui e veja no nosso canal do youtube um pouco mais sobre nós.

Bem acredito que é isso! Espero que essa leitura tenha ajudado você a escolher o melhor curso de Inglês Intensivo a partir de seu objetivo.

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Fale conosco agora!